Em 2018, o Índice de Atividade Econômica Regional do Espírito Santo cresceu 2,94%

O Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR) é um indicador divulgado mensalmente pelo Banco Central que é útil para acompanhar a evolução da atividade econômica do Espírito Santo e do Brasil. 

Em dezembro de 2018, o Espírito Santo registrou queda da atividade econômica na comparação com o mês imediatamente anterior (-1,98%), na série livre da influência sazonal. Porém, o resultado da atividade econômica capixaba acumulada no ano de 2018 teve crescimento de 2,94%. Apesar da desaceleração do ritmo da economia capixaba no mês de dezembro de 2018, na comparação com o mesmo mês do ano anterior houve crescimento de 0,64%. No acumulado do ano de 2018, o Espírito Santo registrou crescimento (+2,94%) superior ao registrado em dezembro/2017, que foi de 1,23%. 

A atividade econômica do Brasil apresentou crescimento em dezembro de 2018, tanto na comparação mensal (+0,21%), na série com dados ajustados, quanto na comparação com o mesmo mês do ano anterior (+0,18%). Já o resultado acumulado no ano fechou em 1,15%, demonstrando que a economia nacional ainda apresenta um ritmo lento de recuperação. O resultado está alinhado com as projeções do mercado para o crescimento do PIB em 2018, 1,30%, de acordo com relatório FOCUS de 28/12/18. 

O ano de 2018 foi melhor do que o anterior para a atividade econômica do Espírito Santo e, ainda que lentamente, a economia demonstrou recuperação. O desempenho acumulado da atividade econômica do Espírito Santo, registrado pelo IBCR-ES em dezembro, gera expectativas de um bom resultado para o PIB capixaba de 2018. 

Analisando o resultado para a atividade econômica do Brasil e do Espírito Santo pelas pesquisas mensais do IBGE, percebe-se diferenças setoriais. O Brasil obteve resultados positivos na indústria, segundo a PIM-PF, alcançando 0,2% entre novembro e dezembro, com dados ajustados sazonalmente, e 1,1% na comparação anual. Para o Espírito Santo, a pesquisa industrial física revelou queda mensal de 1,7% e acumulada no ano de 0,9%.