Com a maior queda já registrada, ICEI-ES recua 24,9 pontos e revela pessimismo ao atingir 35,2 pontos em abril

A queda de 24,9 pontos do índice de confiança do industrial capixaba foi a maior para a série, superando o maior recuo (-7,3 pontos) registrado até então, reflexo da greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio de 2018. Embora este mês seja o terceiro recuo consecutivo do ICEI-ES, é importante ressaltar que o resultado de abril foi fortemente impactado pela incerteza ocasionada pela atual pandemia de COVID-19.

Ao registrar 35,2 pontos, o ICEI-ES revela pessimismo dos industriais capixabas. O resultado de abril de 2020 só não foi menor do que o registrado em julho de 2015, quando o ICEI-ES atingiu 35,1 pontos.

O ICEI é um indicador mensal, elaborado em parceria com Confederação Nacional da Indústria (CNI), que reflete a maneira pela qual os empresários avaliam as condições atuais de negócio e as expectativas para os próximos seis meses.

    Com quedas na produção e na receita/faturamento, aumentos na inadimplência de clientes e do endividamento, os desdobramentos da pandemia e das medidas de distanciamento social implicam um cenário de redução de oferta e demanda associado a uma elevada incerteza sobre o futuro próximo.

TAGS: