Boletim de janeiro destaca a agenda de infraestrutura do Brasil

O Brasil tem uma importante agenda de concessões e privatizações para 2020, que poderá ter impacto positivo no crescimento da economia. Este é o assunto em destaque do Boletim Econômico Capixaba de janeiro.

A Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, vinculada ao Ministério da Economia, anunciou a sua meta de privatizações para 2020, em torno de R$ 150 bilhões, considerando a venda de cerca de 300 ativos. A intenção é se desfazer de empresas controladas diretamente pela União, as suas subsidiárias, as coligadas e outras participações simples em empresas.

Já no Ministério da Infraestrutura, a agenda para 2020 é ainda mais robusta do que foi no ano passado. A expectativa é leiloar 44 ativos, com meta de R$ 101 bilhões para investimentos. Além disso, há o planejamento de entrega de 50 obras públicas federais no decorrer deste ano, nos modais rodoviário, aquaviário e aéreo. Dentre as obras listadas estão incluídas a duplicação da BR 101/ES entre Viana e Guarapari e a modernização do aeroporto de Linhares.

Clique aqui para acessar o mapa detalhado

O Brasil tem, portanto, significativas concessões, privatizações e desinvestimentos previstos para 2020, alinhados a uma expectativa de recuperação do mercado imobiliário e da construção civil, além de futuras oportunidades de investimento privado, como por exemplo, na área de saneamento básico. 

Em 2019, o Brasil foi o quarto principal destino de investimentos diretos estrangeiros, segundo dado recém divulgado pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad). O país atraiu US$ 75 bilhões e ficou atrás apenas de Estados Unidos, China e Cingapura, tendo apresentado ampliação de 26,0% em relação aos investimentos estrangeiros obtidos em 2018, enquanto o fluxo global teve queda de -1,0%.

Presente no Fórum Econômico Mundial, realizado na Suiça no final de janeiro, o Secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo , destacou que o Brasil teve um 2019 de realizações importantes e inicia 2020 em posição privilegiada no cenário mundial de elevada liquidez e maior aversão ao risco. Ele alega que o país tem uma das mais robustas agendas de reformas do mundo e é a maior fronteira de investimentos em infraestrutura, além de estar buscando ampliar sua integração internacional enquanto diversas nações começam, em sentido contrário, a adotar políticas protecionistas.

A manutenção das expectativas positivas para o Brasil em 2020 passa pelo sucesso da agenda de infraestrutura, de desestatização e dos investimentos privados.

Inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o ano de 2019 registrando inflação de 4,31% no Brasil e de 3,29% na Região Metropolitana da Grande Vitória. Para 2020, as expectativas do mercado são de que o IPCA nacional alcance 3,47%.

Mercado de Trabalho

O ano de 2019 teve saldo positivo na geração de postos de trabalho formal no país e no estado. O Brasil criou 644 mil novas vagas, com contribuição de 19,5 mil empregos do Espírito Santo.

Desempenho Industrial

Os dados de novembro de 2019 revelam queda na produção física da indústria nacional (-1,2%) e capixaba (-4,9%). Considerando o acumulado em 12 meses até novembro, as quedas da indústria no Brasil e no Espírito Santo chegam a -1,3% e -13,5%, respectivamente.

Comércio Exterior

O ano de 2019 terminou com saldo positivo nas balanças comerciais do Brasil e do Espírito Santo. Em âmbito nacional o superávit foi de US$ 46,7 bilhões, com participação de US$ 2,5 bilhões do estado capixaba.

Crédito

O último dado referente a novembro de 2019 mostra que o saldo total de crédito do país acumula alta de 6,3%, enquanto no Espírito Santo a elevação é 6,6%, ambos comparados ao mês de novembro de 2018.

Finanças Públicas

O ano de 2019 se encerrou com trajetória positiva nas contas do Governo do Estado. As receitas tiveram alta real de 13,2%, somando R$ 19,3 bilhões, e as despesas realizadas totalizaram R$ 14,9 bilhões, aumento de 0,1% em comparação a 2018.


    O Boletim Econômico Capixaba é uma publicação mensal do Ideies sobre a conjuntura econômica do Espírito Santo e do Brasil. Além das seções fixas sobre temáticas conjunturais, todos os meses são trazidos um assunto em destaque ou um texto de um especialista convidado.

Confira a íntegra do Boletim de janeiro com as análises da seção destaque, cenário econômico, mercado de trabalho, desempenho industrial, comércio exterior, crédito e finanças públicas clicando aqui (PDF).

Confira todos os gráficos e tabelas desta edição do Boletim clicando aqui (Excel).