O setor de confecção, têxtil e calçados constrói Rota Estratégica

05 de Nov

O setor de confecção, têxtil e calçados do Espírito Santo estará reunido hoje e amanhã, 05 e 06 de novembro de 2019, com a finalidade de identificar barreiras e fatores críticos para o setor, junto com especialistas, para a construção de uma agenda de ações no horizonte 2035, culminando em uma Rota Estratégia Setorial.

Esta etapa faz parte do “Indústria 2035”, programa de desenvolvimento de longo prazo para a indústria capixaba, coordenado pelo Ideies, baseado em estudos econômicos e prospectiva estratégica para identificação dos Setores Portadores de Futuro e construção das Rotas Estratégicas Setoriais.

A Rota Estratégica de Confecção, Têxtil e Calçados é uma construção coletiva dos caminhos possíveis de desenvolvimento do setor, com a identificação de entraves existentes ações resolutivas e tecnologias-chaves para a competitividade do setor.

Para o Diretor Executivo do Ideies, Marcelo Saintive, "o Projeto Indústria 2035 é um dos mais importantes da atual gestão da Findes. Ele resgata o papel histórico da Federação como um dos atores importantes na formulação do desenvolvimento socioeconômico do Espírito Santo. Ciente disto, não poderia faltar, neste planejamento, o setor de confecção, têxtil e calçados cuja relevância se verifica seja pela atuação geográfica, perpassando quase todo o território estadual, seja pela empregabilidade que ele proporciona. Pensar as tendências tecnológicas do setor e os ganhos de escala são cruciais para o novo ciclo de desenvolvimento do estado. Daí, a importância deste painel de especialistas do setor realizado hoje."

"O setor de confecção, têxtil e calçado é historicamente importante para o Espírito Santo. Traçar os caminhos desse setor para os próximos anos impulsionará ainda mais o desenvolvimento sustentável do nosso estado", diz a Gerente de Estudos Econômicos, Silvia Varejão.

Saiba mais sobre o Indústria 2035.