ES registra criação de 18,2 mil novas vagas formais entre janeiro e setembro de 2019

Saldo de postos de formais

A movimentação do mercado de trabalho capixaba no mês de setembro resultou na criação de 2.929 postos formais, consequência de 26.373 admitidos contra 23.444 desligados. Com isso, de janeiro a setembro de 2019, o estado acumulou a criação de 18.235 novos postos formais, saldo 9% superior ao verificado para o mesmo período de 2018.

Este resultado colocou o Espírito Santo na décima primeira posição entre os estados com mais vagas celetistas criadas (+18.235). Para o Brasil o saldo de emprego formal no acumulado do ano também foi positivo, sendo criados 761.776 novas vagas celetistas no país.


Total de empregos

Em setembro de 2019, o estado capixaba registrou um total de 735.083 postos formais, dos quais 44,8% se concentravam em atividades do setor de serviços, 24,9% em atividades do comércio e 16% na indústria de transformação. Sendo estes três setores responsáveis por 85,6% dos empregos celetistas do estado.

Setores de atividade econômica

Na análise do saldo de postos formais por setores de atividade, de janeiro a setembro de 2019, para o Espírito Santo, os setores responsáveis pela maior criação de novas vagas foram serviços (+9.915), indústria de transformação (3.208),  – impulsionada em maior medida pelas novas contratações da indústria mecânica (+1.408) e produtos minerais não metálicos (+735) – construção civil (+3.043) e agropecuária (+1.628). Já para o Brasil, os setores com maior expansão de vagas, no acumulado do ano, foram serviços (+423.837), indústria de transformação (+137.269), construção civil (+116.530) e agropecuária (+84.641).

No Espírito Santo, até setembro de 2019, os setores que mais ampliaram seus totais de postos formais, em comparação aos registrados em dezembro de 2018, foram os serviços industriais de utilidade pública (7,3%), construção civil (7,2%) e agropecuária (5,1%). Para o Brasil, as maiores ampliações de vagas foram verificadas na construção civil (5,9%), agropecuária (5,44%) e indústria extrativa mineral (3,21%).

Salário médio de admitidos

O salário real médio de admitidos no Espírito Santo foi de R$ 1.431,89, entre janeiro e setembro de 2019. A indústria extrativa mineral apresentou maior salário médio de admitido (R$ 2.091,27). Já os menores foram registrados em atividades de agropecuária (R$ 1.007,97) e comércio (R$ 1.274,47).