Produção física industrial capixaba cresce 1,7% em julho de 2019

O IBGE divulgou nesta terça-feira, 10 de setembro, o resultado da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) referente ao mês de julho de 2019. Apesar do recuo de 0,3% da indústria nacional no mês de julho, o Espírito Santo foi uma das sete localidades, entre as quinze pesquisadas, com crescimento da produção industrial na passagem de junho para julho (+1,7%). 


Para o estado, foi o segundo mês consecutivo de alta na comparação mensal. Este resultado positivo foi impulsionado pelo aumento da produção na indústria de transformação (+0,4%), puxado pelo maior dinamismo das atividades industriais de metalurgia, que cresceram 21,2%, e de produtos alimentícios, com crescimento de 0,7%.


Mesmo com resultado positivo pelo segundo mês seguido, a indústria capixaba acumula recuo de 12,2% no ano de 2019, pressionada pela perda de ritmo das atividades de celulose, papel e produtos de papel (-31,1%) e da indústria extrativa, em atividades relacionadas a produção de óleos brutos de petróleo, minérios de ferro pelotizados ou sinterizados e gás natural (-18,2%).

Em 12 meses, o recuo de 5,9% da produção industrial capixaba, em consonância com a redução de 1,3% da produção física nacional, reflete a maior intensidade de desaceleração destas atividades, em respectivos 17,8% e 9,3%.