Mercado reduz as expectativas para a taxa de juros e para a inflação

Na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que ocorreu nos dias 30 e 31 de julho, o Comitê esclarece os principais motivos que justificaram a redução da taxa de juros básica da economia, a Selic, em 0,50 p.p., passando-a de 6,50% para 6,00%. Entre tais motivos estão: 

• o progresso da agenda das reformas na economia brasileira, sobretudo a reforma da Previdência;
• os riscos de inflação, que caminham de forma favorável de acordo com as projeções no Relatório Focus; 
• o crescimento gradual da economia com expectativa de PIB estável ou até mesmo crescente para os próximos trimestres deste ano.

Semanalmente, o Banco Central do Brasil divulga o Relatório Focus com a pesquisa sobre as expectativas do mercado com dados coletados até a última sexta-feira. Na primeira pesquisa divulgada em agosto, a projeção da Selic até o final deste ano caiu de 5,25% para 5,00%, e manteve-se neste patamar até o final do mês. 

A próxima reunião do Copom será nos dias 17 e 18 de setembro, e a expectativa da consultoria LCA é de que o Comitê mantenha a trajetória de redução da Selic já no próximo mês e que isso se estenda até o final do ano.

Sobre a inflação, mensurada através do IPCA, sua projeção para o ano apresentou comportamento decrescente no mês de agosto, saindo de 3,76% na primeira semana e passando por 3,71% e 3,65% até atingir 3,57% a.a. na última semana.

Vale ressaltar que, de acordo com os dados do IBGE, a inflação do Brasil acumulou 2,42% até julho, ao passo que a da Região da Grande Vitória alcançou 2,26%. 

Outra variável importante analisada pela pesquisa Focus é o PIB anual. Após semanas de expectativas decrescentes, a projeção do PIB para este ano teve uma revisão para cima, saindo de 0,81% na primeira semana para 0,87% na última semana de agosto. Divulgado pelo IBGE no dia 29 de agosto, o PIB do segundo trimestre aumentou 0,4% em relação ao primeiro trimestre deste ano, afastando a possibilidade de uma recessão técnica no país.

Confira a análise completa dos principais indicadores da economia nacional e capixaba no Boletim Econômico Capixaba de agosto elaborado pelo Ideies.

    Mercado reduz as expectativas da inflação para 3,59% a.a. em 2019, mantém Selic a 5,00% e eleva a projeção do PIB para 0,87%, segundo relatório Focus divulgado em 02 de setembro.