Importações capixabas sobem 20,4% até julho

O Espírito Santo, no acumulado de janeiro a julho de 2019, apresentou um salto nas importações que totalizaram US$ 3,5 bilhões, valor 20,4% acima do realizado no mesmo período de 2018. Ao olhar para a série histórica das importações capixabas, nesse mesmo comparativo, não se verificava aquisição internacional dessa magnitude desde 2014 (US$ 4,3 bilhões) e 2015 (US$ 4,1 bilhões).

O avanço está atrelado, principalmente, aos bens de capital (+48,8%) e intermediários (+31,4%) que além de apresentarem resultados positivos, no acumulado de janeiro a julho, detém as maiores participações na pauta importadora capixaba. Destaque também para o crescimento das importações de combustíveis (+5,2%) e participação de 20,6%.

Entre os bens intermediários, os produtos rolamentos e engrenagens, demais partes de motores e bombas, aumentaram em +822,7% e produtos siderúrgicos, não especificados com tiveram alta de +359,7%. Em conjunto esses dois produtos adicionaram as importações capixabas US$ 225,0 milhões. Ao analisar os bens de consumo, segunda maior representatividade na pauta de importação (25,7%), destacam-se os equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos com aumento de +31,5% e tratores e veículos de carga com alta de +274,7%. Os acréscimos gerados por esses produtos nas importações chegaram a US$ 128,0 milhões.

O continuo avanço das importações capixabas, ao mesmo tempo que as exportações sofrem um período de contração, têm gerado impactos negativos no saldo da balança comercial capixaba, que vem sendo pressionada para baixo, fechando mais um período abaixo de US$ 1 bilhão, nível que não se atingia desde 2013.

    Saiba mais informações sobre o cenário do comércio exterior nacional e estadual na publicação completa do Boletim Econômico Capixaba de agosto/2019.