produção de p&g no es cai 21% em maio

De acordo com os dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a produção de petróleo no Espírito Santo atingiu, em média, 275,9 mil barris por dia (Mbbl/d) em maio, ao passo que a produção de gás natural ficou em 7,1 milhões de metros cúbicos por dia (MMm³/d). As produções desses hidrocarbonetos caíram, respectivamente, -29,19% e -20,16% em relação a maio do ano passado.

No somatório, a produção de P&G no Espírito Santo atingiu 320,8 mil barris de óleo equivalente por dia (Mboe/d), recuo de -21,56% em relação a maio do ano passado, e aumento de 1,18% em relação a abril deste ano, puxado pela produção de petróleo. Em maio, a produção de petróleo foi superior à registrada em abril (271,3 Mbbl/d).

De janeiro a maio desse ano, a produção de P&G caiu -20,45% em relação ao mesmo período do ano passado.

No dia 27 de maio de 2019, a Petrobras divulgou o início do processo de venda das suas participações totais em 27 campos maduros terrestres no Espírito Santo, dos quais detém 100% das operações. A venda desses campos faz parte do plano de desinvestimentos da empresa.

Confira abaixo a produção mensal de petróleo e gás natural no Brasil e Espírito Santo. Para acompanhar a produção no estado desses hidrocarbonetos desde 2018, selecione a próxima tela na seta.

Veja também a análise completa do desempenho industrial do Espírito Santo no Boletim Econômico Capixaba de julho.

    De acordo com a ANP, as medidas de volumes de gás natural e petróleo, que estão em metros cúbicos e barris, são convertidas para barris de óleo equivalente (boe), que consiste em uma medida de agregação de gás e óleo. Logo, a unidade de medida da produção total de P&G estará em boe.