PIB CAPIXABA TEVE ALTA ACUMULADA DE 2,1% EM 4 TRIMESTRES

O Produto Interno Bruto (PIB) é um indicador que mensura a atividade econômica do país e consiste na soma dos bens e serviços finais produzidos na economia durante um período determinado, e portanto, mede a riqueza produzida.

O PIB pode ser calculado para uma região específica, como é o caso do PIB por Estado no Brasil, que permite observar o desempenho econômico das regiões em relação a sua produção. Para calcular o crescimento econômico, se compara o PIB presente em relação ao PIB anterior para obter o crescimento da economia. O crescimento econômico, é a variação da produção ao longo do tempo, e o crescimento econômico acumulado para um ano pode ser mensurado pelo PIB acumulado, sendo a soma das variações que sofre o PIB no período de um ano. Ele é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No primeiro trimestre de 2018, o PIB trimestral capixaba registrou crescimento em todas as bases de comparação. Na comparação com trimestre imediatamente anterior, na série livre de efeitos sazonais, o PIB trimestral apresentou ligeira alta de +0,4%, resultado igual ao do Brasil (+0,4%) e levemente superior ao registrado na comparação entre o 4º tri/2017 e o 3º tri/2017 (+0,2%). Já na comparação entre o 1º trimestre de 2018 e o 1º trimestre de 2017, o PIB capixaba ampliou em +0,5%, menor crescimento dos últimos 4 trimestres.

Destaca-se que este resultado do PIB capixaba veio em conformidade com o indicador de antecedente do nível de atividade, IBCR-ES, divulgado pelo Banco Central, que havia indicado aumento da economia capixaba em +0,9% para o 1º trimestre de 2018 comparado com igual período do ano anterior.

No acumulado em 4 trimestres, o PIB capixaba ampliou em +2,1%, maior alta dos últimos 10 trimestres, indicando que, apesar da desaceleração na comparação interanual, o resultado contribuiu positivamente para a variação acumulada em 4 trimestres.

O PIB do ES foi apurado neste primeiro trimestre de 2018 em R$29,9 bilhões, acumulando um montante de R$121,9 bilhões nos últimos 4 trimestres.