Atividade econômica do ES, medida pelo IBCR-ES, registra crescimento de 1,6% em novembro

O nível de atividade econômica do Espírito Santo, medido pelo IBCR-ES, acumulou crescimento de 3,2% até novembro de 2018, influenciado pelo comércio varejista, que variou +7,8% e pelo comércio ampliado (+14,0%), enquanto os serviços e a indústria sofreram queda de 0,8% e 1,3%, respectivamente. Este desempenho da atividade econômica do Espírito Santo gera expectativas de um bom resultado para o PIB capixaba em 2018.


No mês de novembro, o comércio varejista deu impulso à atividade econômica no país, com as promoções da Black Friday e a expansão das vendas online. De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), os segmentos que mais se destacaram em novembro no cenário nacional foram os de outros artigos de uso pessoal e domésticos, móveis e eletrodomésticos, além de artigos farmacêuticos.

O comércio varejista capixaba acompanhou o impulso da Black Friday e em novembro de 2018 apresentou crescimento de volume de 1,0% em relação a outubro.


    O IBCR é um indicador divulgado mensalmente pelo Banco Central que incorpora as informações sobre o desempenho da economia nos setores agropecuário, industrial, de serviços e de comércio, a partir das pesquisas mensais do IBGE. O índice é útil para acompanhar a evolução da atividade econômica do Espírito Santo e do Brasil, mas não se trata de uma projeção do PIB.

Considerando o Índice de Atividade Econômica do Brasil acumulado nos últimos 12 meses, observou-se uma variação de 1,4%, enquanto o IBCR-ES cresceu 3,0%.

Nos próximos meses o crescimento do ritmo da atividade econômica no país estará condicionado à continuidade do processo de reformas estruturais, à recuperação gradual no mercado de trabalho e da renda real e à expansão do crédito.